Mais um aluno certificado! Vinícius Fakeite conta o que caiu na LPIC1

Home / Certificações / Mais um aluno certificado! Vinícius Fakeite conta o que caiu na LPIC1

Damos os parabéns ao mais novo LPIC1! Vinícius Fakeite realizou os exames 101 e 102 e conta pra gente como foram os exames que fez.

“Saudações a todos.

Recentemente fiz os exames 101-400 e 102-400 da LPI, nos quais consegui a pontuação de 700 e 680,  respectivamente.

Os materias utilizados para estudo foram o treinamento HowTo Online e os livros da Tuxcademy, que são totalmente gratuitos e estão atualizados com os tópicos do exame, podem ser obtidos no link: https://www.tuxcademy.org/media/lpic1/, além também de ter feito inúmeros simulados, como me indicou o Bruno Odon. Importante também foi dar uma olhada nos tópicos da prova no site da LPI e procurar revisar cada um na semana antecedente a prova.

O que caiu na 101:

– Diferença da nomenclatura de discos entre o GRUB e GRUB2

– BIOS (Ordem de boot)

– Onde fica gravado o boot loader

– Criar partição swap (comando mkswap)

– FHS (por exemplo: – diretórios que devem estar na mesma partição

– diretórios que usualmente ficam em partições separadas)

– comando mount

– comando mkfs

– formato de entrada do arquivo /etc/fstab

– comando ldd

– ldconfig

– /etc/ld.so.conf

– variável LD_LIBRARY_PATH

– APT, YUM, DPKG e RPM (parâmetros e arquivos de configuração)

– VIM (por exemplo: comando para selecionar a linha atual e as próximas 16)

– comando nl

– comando find

– comando tar

– comandos para verificar status de processos (ps e top)

– comandos fg e bg

– comando kill (sinais)

– executar processo em segundo plano (&)

– prioridade em processos (nice e renice)

– expressões regulares (básico)

– comandos referente a quotas de usuarios (quota e edquota)

– comando ln

– comportamento e características dos hard links

O que caiu na 102:

– function

– alias (por exemplo: – qual comando podemos visualizar todos os aliases do sistema)

– sintaxe do comando alias)

– shell script (bastante shell script)

– permissões em arquivos

– SQL (select, update, group by, join)

– xdm (arquivos de configuração e parâmetros de configuração)

– acessibilidade (função de alguns softwares)

– gerenciamento de usuários e grupos ( – comandos: usermod, groupmod, chage, passwd, useradd, userdel

– arquivos: /etc/passwd, /etc/shadow, /etc/group, /etc/skel)

– comando crontab

– arquivos: cron.allow, cron.deny, e diretório /var/spool/cron/

– variável LANG

– comando locale

– comando iconv

– comando date

– arquivo /etc/localtime e diretório /usr/share/zoneinfo/

– parametros de configuração no arquivo /etc/ntp.conf

– comandos logger e journalctl

– facilidades do syslog

– arquivo ~/.forward

– pontos em comum entre o exim e o postfix

– comando newaliases

– comando lpr

– arquivo /etc/cups/printers.conf

– comando ifconfig

– comandos route e netstat

– IPv6 (por exemplo: – número de bits de um endereço IPv6

– entrada de um host IPv6 no arquivo /etc/hosts)

– sintaxe do arquivo /etc/resolv.conf

– arquivo /etc/hosts

– comando traceroute

– arquivo /etc/sudoers e comando visudo

– comando ulimit

– OpenSSH

– TCP Wrappers (xinetd)”

Quer fazer parte desse time? Dê uma olhada em nossas promoções de treinamentos.

Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *