Como o Linux pode te ajudar na crise?

Home / Certificações / Como o Linux pode te ajudar na crise?

Não há como negar: a crise está aí e as relações de trabalho estão cada vez mais precárias depois da aprovação da ‘Reforma’ Trabalhista. Mas eu não vim aqui lamentar e tão pouco trazer uma ‘receita infalível do sucesso’. Vim te fazer um convite a olhar o leque de oportunidades que se abre quando você se especializa em tecnologias open-source, mais especificamente em Linux.

Certificações

Tanto as certificações LPI   quanto as certificações da Red Hat têm abrangência internacional. Isso que dizer que se certificando você pode atuar como Analista/Especialista Linux em qualquer lugar do mundo. Além disso, conseguindo chegar ao nível especialista (LPIC3-300, 303 ou 304, por exemplo) seu poder de negociação junto ao empregador (aí sim) se faz valer, pois são profissionais cada vez mais raros hoje, em um mercado onde o cada vez mais o termo ‘DevOps’ está ‘DevÔps’ ao extremo, pois se investe em automação, em deploy automático e se esquece completamente dos pilares da segurança da informação (disponibilidade, confidencialidade e integridade), causando inconvenientes cada vez piores aos clientes. Ou seja: um profissional de infra open-source certificado em alto nível sempre é sempre bem visto pelas empresas.

É importante ressaltar sempre que certificação não garante o sucesso de ninguém, ela é uma grande entrada no mercado mas o ‘know-how’ do analista é insubstituível, ou seja: esteja sempre fazendo laboratórios e renovando seus conhecimentos.

Consultorias

Pelo fato de que vários sabores de serviços open-source também são free, o analista leva uma grande vantagem na hora de prestar consultoria: a de que o cliente economiza na licença e o profissional acaba podendo cobrar bem pelos serviços prestados. Também não podemos esquecer da estabilidade destes serviços e do próprio SO, o que faz com que um servidor bem implantado tenha uma vida útil muito grande.

Neste quesito quesito, serviços que têm sempre uma boa entrada em empresas de pequeno,médio e até grande porte são:

  • PABX com Asterix e derivados, tanto como VOIP Server quanto como (também) servidor de ramais analógicos e troncos analógicos de telefonia (opção muito pedida pelas empresas para economizar em chamadas DDD, celular, locais e DDI);
  • Proxy com Squid, afinal de contas, é bacana ter controle e documentação sobre o conteúdo acessado na web;
  • Firewall com Iptables ou PF agindo sob sistemas OpenSense, BrasilFw, PFSense, ClearOS (é sempre importante estudar o firewall raiz e não ficar apenas dependendo da interface Web). Estes appliances já vêm com sistema de proxy embutido;
  • Web Servers com Apache2 ou NGINX para aplicações diversas;
  • LDAP Server com Samba4 ou FreeIPA, pois centralizar a autenticação é uma boa prática de segurança. Ah, para a informação de todos: o Samba4 é um servidor Active Directory completo, inclusive com suporte à criação de GPO e administração via RSAT. O único ponto negativo é o trust cross-forest, que ele ainda não faz (mas o FreeIPA faz);
  • Monitoramento com Zabbix é sempre um tipo de serviço muito requisitado e necessário para uma empresa para monitoramento de seu parque de servidores e de aplicações. O Zabbix ganha destaque pela estabilidade, eficiência, recursos e contribuições gratuitas no Zabbix Share.

O ‘quanto cobrar’ por estes serviços é muito relativo e está ligado ao tamanho do parque. O certo é que um valor justo nunca fica abaixo de R$2.000,00.

Ministrar treinamentos

  • Caso você se identifique e goste de lecionar (importante), um grande caminho é ministrar treinamentos técnicos na sua área de conhecimento. Sendo certificado LPI, você pode dar aula de preparatório para a certificação e, fora isso, tendo skill nas outras ferramentas, pode ministrar curso livre tranquilamente em algum instituto ou como autônomo. O HowTo Online começou assim, aliás: como curso presencial de Nagios, Iptables e Shell Script em uma sala alugada já com toda a infra-estrutura no centro do RJ, em 2012.

Em caso de autonomia, é interessante que você tenha um CNPJ ou faça parceria com alguém que tenha e possa gerar nota fiscal de serviços prestados, pois em contratos com empresas você vai precisar.

Cuidado com os vendedores de sonhos

Evite ‘coaching’ de receitas prontas para fazer dinheiro e cursos sem conteúdo objetivo. Coisas como ‘7 passos para uma carreira impecável’, ’20 práticas infalíveis para o seu negócio’. Até porque, vamos pensar: será que se desse certo mesmo o cara ía te passar a receita ao invés de ele mesmo virar um Mark Zuckerberg?  😉 Além do que, cada negócio tem suas particularidades e é importante que o empreendedor entenda do assunto antes de se arriscar.

A reputação do bom profissional chega antes dele sempre. Capriche no resultado do seu trabalho, se atualize, pratique e garanta que mais e mais pessoas precisem dos seus serviços. A propaganda é sim sempre importante mas em cima de um produto que na prática vá resolver a vida do cliente.

Espero que esta dica tenha sido útil. Grande abraço e sempre fique de olho nas nossas promoções de treinamentos.

Grande abraço!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *