[Mercado quente!] Será que é realmente a hora de trocar de empresa ?!

Home / Sem categoria / [Mercado quente!] Será que é realmente a hora de trocar de empresa ?!

Bom dia, pessoal!!

Começo este artigo esclarecendo que TODO o conteúdo dele é baseado em minhas experiências profissionais (de 20 anos na TI), sem qualquer dado estatístico ou qualquer pretensão de convencimento. É como se fosse uma mesa de bar ou um café no Centro do RJ.

Definitivamente, a área de TI vive uma época muito positiva em relação à oferta de vagas. O Linkedin está explodindo de oportunidades e isso, lógico, é muito positivo para nós. Mas e quando você está bem onde está trabalhando e recebe uma proposta aparentemente vantajosa, em relação à grana?! O que fazer?! Então, depois de uma péssima experiência que tive com essa situação em 2016, passei a adotar alguns questionamentos importantes para mim mesmo:

Como é a reputação da empresa de destino em relação à rotatividade de funcionários?

SEMPRE procure saber se a empresa tem por costume contratar muito e demitir muito. Isso pode ser um sinal de um recrutamento mal feito ou de má gestão.

A função que você vai desempenhar na empresa de destino está bem definida?

MUITO cuidado com o discurso de “sair da zona de conforto”. Ele pode ser usado para a empresa te contratar para uma especialidade e exigir que você aprenda outra do zero em tempo record só porque ela demitiu o especialista da área. O ideal é deixar muito bem claro qual será seu escopo de atuação e qual a direção que vocẽ está tomando na sua carreira. Exemplo: o cara deixou claro que está focado em Segurança Cibernética, com foco DevSecOps e, do nada, exigem que o cara migre para o time de Dev de Frontend (não ri não porque rola muito…kkk).

Não existe possibilidade de discutir o seu crescimento horizontal ou vertical na empresa onde você está?

Se a empresa onde você está já sinalizou que não quer te perder e você gosta do ambiente, tente discutir o quanto de espaço para crescimento você tem dentro dela. São pessoas que já conhecem o seu trabalho e que já têm um bom relacionamento contigo.

Desconfie de ambientes extremamente “competitivos”

Em TI, todo mundo se ajuda, tem que ser assim. Desconfie dessas “notinhas” (funcionário padrão A, padrão B, padrão C….se chegar no D, já sabe….). Pode ser um ambiente altamente tóxico, onde o “canibalismo” é estimulado dentro do próprio setor. Não se iluda com instalações modernas e divertidas, isso não é sinal de bom ambiente.

Você não é dono da empresa, e isso tem que ficar bem claro.

Por incrível que pareça, essa armadilha de “espírito de dono” existe e é uma forma de te fazer sentir culpado pela incompetência administrativa dos sócios da empresa ou de seus verdadeiros superiores.

Exemplo: o cara pede a contratação de um especialista no Sistema XPTO de monitoramento e, no mês seguinte, em um jogo de golf com seus amigos, ele ouve de 4 deles que o melhor sistema de monitoramento é o WZX, mesmo sendo 50% mais caro. O cara volta para empresa, manda comprar o WZX e o especialista em XPTO é obrigado a migrar e se sentir extremamente feliz e dono da solução. Por fim, o WZX não performa como o esperado e o especialista é cobrado por isso como se a decisão tivesse sido dele. kkkkk… Foge disso, meu amigo!! É cilada! O dono é o dono e o funcionário é o funcionário.

E, é lógico, caso seja extremamente vantajoso para sua carreira, abrace as oportunidades e seja feliz!!

Um grande abraço e bom fim de semana!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *